quinta-feira, 14 de maio de 2009

"Alle Gegen Alle" - LSS

Alle Gegen Alle, ou em bom português, "Todos contra todos". Não é isso que o mundo no qual vivemos representa? Um devorando o outro? Os interesses pessoais sobrepujando o desejo de ajudar o próximo? O dinheiro obliterando todos os limites daquilo que se convencionou chamar de respeito & amizade? Talvez, seja isso mesmo, mas fortes são aqueles que, mais que suportar o rompimento de metacarpos e tendões, sabem viver em um mundo de bestas sem ter que, necessariamente, tornarem-se bestas. Fortes são as árvores que sabem se curvar para esperar o vento passar e, quando acalma a tempestade, voltam ao seu prumo; enquanto as prepotentes e frondosas que permanecem firmes são arrancadas. Forte é você, e isso eu sei desde que a vi pela primeira vez (tem que ser forte para usar uma camiseta do Sick Terror...).

Não pense que estou aqui para passar a mão em sua cabeça ou dizer coisas bonitas e românticas. Isso é fuga da realidade, coisa que ao longo do tempo que compartilho de sua amizade, percebi não lhe ser necessário. Fuga é para fracos. A realidade é, de fato, pesada. É a realidade "Alle Gegen Alle" que rodeia, mas existem no mínimo quatro dimensões dela a serem analisadas, e se crucificar em uma delas é derrotismo. É decepcionante. Indigno.

Há uma canção de um músico extremamente brilhante e irrascível, Charles Mingus, de nome "Pithecanthropus Erectus". O contrabaixo segue nesta obra um caminho que dita regras a toda a harmonia... e no entanto, ele parece não se importar muito com isso. Ouve-se o contrabaixo como se o mesmo desenvolvesse outra canção, independente dos outros instrumentos. É disso que a mensagem trata. Você veio ditando regras para si mesma, ou talvez, seu Other-self, durante toda a vida. Com tudo de bom e ruim que isso pode trazer. Como o contrabaixo de Mingus.

A humildade é o principal caminho para a honra, falando de lutador para lutadora. Aceitar o bem que alguém pode te trazer é a maior prova de humildade que alguém pode ter. Porém, esse bem é compartilhado e dividido, para se multiplicar nas vidas daqueles que o compartilham. Esse bem não é alugável, ou mesmo posse de alguém. Esse bem faz parte de você, para que agora, você faça com ele o papel que foi feito na sua vida.

Você mudou, amiga. Seus cabelos, sua voz, suas expressões, seus haikais, suas roupas, seus hematomas e até mesmo suas tatuagens. A dor é natural ("... e nem sempre algo negativo", como você me ensinou); os leões (sim, eu ainda ODEIO astrologia), quando ferem a pata, se resguardam em algum local recôndito da savana, e lá, lambem suas feridas até que elas estejam minimamente recuperadas. Não se sinta mal ou errada por sentir isso. Mas o inadmissível é se render ao derrotismo, procurando razões para alterar um passado que é fato. Isso é indigno. Essa não é a atitude de uma verdadeira Thai!

Aaaaahhh!!!
Acabei de sair da
minha primeira
aula de muay-
thai! Eeeeee!!! Eh
muito legal!
Adorei!

Remetente:
LSS
011XXXX9443

Recebida:
22:41:49
30/09/2008

Sim, é uma honra para mim também...
  • Cicatrize suas feridas, mas não tente abrí-las mais como forma de auto-punição;
  • Lembre-se das coisas boas e de tudo o que delas ficou em sua essência, mas não se lamente por quaisquer aspectos negativos, afinal, além da inegável experiência, eles não lhe agregam mais valor;
  • Grite, se tiver que gritar. Chore, se tiver que chorar. Toque, se tiver que se machucar. Ouça Sigur Rós se quiser se matar. Ouça Laibach, se quiser matar alguém. Mas lembre-se: o mundo não parou. As pessoas que gostam de você ainda gostam de você, e vão entender a realidade das coisas. E continuar gostando de você, pois você consegue iluminar a vida das pessoas, mesmo trajando preto da cabeça aos pés. Talvez, seja o lightsaber...
Você é especial, o era antes e não há razão para crer tê-lo deixado de ser. Valores se agregam, não se dividem. Você hoje é LSS plus, e amanhã, será uma versão melhorada.


Primeiro. Esforçar-se para formação do caráter.

Primeiro. Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão.

Primeiro. Criar o intuito de esforço.

Primeiro. Respeito acima de tudo.

Primeiro. Conter o espírito de agressão.

Quando você lê o Kun (mandamentos) provavelmente notará algo.
Cada linha começa com primeiro, porque? Por que não segundo, terceiro, quarto e quinto?
O mestre Funakoshi entendia que nenhum item do Kun fosse mais importante que o outro. Por isso, cada item foi numerado como sendo o primeiro.

Esse é o meu código de honra. Respeito acima de tudo é o que deixo para você. Se respeite. respeite sua dor, mas mais que isso, respeite a Força que você tem para compreender o quão verdadeira, especial e única você é.

Minha amiga, à 1h56min desta sexta feira, eu troco meu sono para escrever esta verdade que, como tenho respeito por mim mesmo, não poderia deixar confinada em mim, sufocando-me.

Eu acredito em você. Eu confio em você. Antes , agora e sempre.

Ponto.

The Sisters of Mercy: "Alice"

5 comentários:

Natalia Xavier disse...

Bom, como não vou conseguir indentificar nem o remetente nem o assunto diretamente, limito a dizer que gostei das palavras.

Legal você estar fazendo Muay-thai.
Há uma semana comecei o Kung Fu, e tenho gostado muito. Impressionante quando ás vezes, certas coisas ocorrem nas nossas vidas no momento certo que deve ocorrer.

Vida longa e próspera!

Bjos!

Tiffany disse...

muito obrigada pelo comentário.

olha depende, eu gosto de muita coisa (boa) e isso inclui metal.

pode comentar a vontade!

gostei do seu blog, passarei sempre aqui.

beijos.

Dayane disse...

O.O
Sem palavras para todas essas outras palavras.Nao sei quem é.nem do que se trata,mas sei que dói.E as vezes nao somos nós que iremos controlar até quando a dor irá durar,por isso,temos que aprender a conviver com ela até que passe.

Sim,eu sei,estou bem depre hoje.Vide meu ultimo post,que alias,no finalzinho tem uma referencia a vc.

Jaya disse...

Allaaaaaaaaaaaaaaaaan,

Gostei gostei gostei. De tudo. Do todo. A maneira como você escreve, não sei se já disse aqui, mas é digna de um auditório e um púlpito. Daí você vai lá, sobe, e começa a falar tuas coisas e eu fico da platéia, gritando: uhuuuuu! Eeeeesse é Allan, meu orgulho. [Haha, gostou?].

"Ouça Sigur Rós se quiser se matar. Ouça Laibach, se quiser matar alguém." [Anotado, anotado].

"Você é especial, o era antes e não há razão para crer tê-lo deixado de ser. Valores se agregam, não se dividem. Você hoje é LSS plus, e amanhã, será uma versão melhorada."

Ah, isso aí é bom demais, cara! Sabe, não sei se peguei o sentido exato de tudo, mas de certa forma, pra mim, soou extremamente bom. Bom de fazer bem, sabe?

Beijallan! :*

P.S.: Não me diga que Dulce vai passar aqui. Não me digaaaaaaaaa! [Tô adorando isso, meu. Quando criei ela, veio como sendo uma explosão de tudo que eu não me permito [por ora], daí ela tomou vida própria, e saiu criando caso com todo mundo]. Haha. Que as palavras borbulhem da maneira como só você sabe.

P.P.S.: Outro beijo.

Su disse...

meu querido amigo distante mas nunca esquecido! essa pessoa a qual vc se refere é tudo isso mesmo que vc disse, não sei se é o sabre de luz, o carro balada, aquela risadinha, ou aquele olhar de "não faz isso de novo se não eu te mato" mas realmente tem algo iluminador!

mas saiba que vc também é tudo isso! vc é inesquecível para qualquer um que te conheça. Você é referencia, e esta presente em muitas das minhas conversas.

não sabe da felicidade que carrego por um dia nossas vidas terem se encontrado (frase de novela mexicana, eu estou melancólica e extremamente saudosista hoje!)

um beijo com muita saudade!
e se sumo as vezes é porque tenho que sumir e nunca por falta de saudade!