terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Cortes de cabelo

Às vezes, nos sentimos impotentes, ou mesmo inúteis, por não conseguirmos fazer certas coisas. Uma delas é cortar os próprios cabelos. Já se deram conta do quão fácil é cortar os cabelos alheios; e, ao mesmo tempo, o quão desastroso é o resultado quando tentamos cortar nossas próprias madeixas? Estive pensando a respeito.
X
Eu acredito que em certos casos, como em situações de hipermetropia, a visão acaba sendo prejudicada pela proximidade. Aproximamo-nos tanto para obtermos melhor noção de como são as coisas e as pessoas, que acabamos deixando passar detalhes importantes, que precisam de certa distância para que possam ser realmente apreciados. É como um quadro de Claude Monet. De perto, a catarata do artista se reflete em sua obra, logo, a distância é necessária para que se note a beleza. Estamos perto demais de nossos cabelos. Por isso, quando tentamos cortá-los naquele modelo que ficou lindo na atriz X ou Y, acabamos cometendo erros primários. E o pior: culpamos-nos por esses erros. Será possível?
X
É fato: ninguém pode cortar os próprios cabelos perfeitamente. É como escrever nas próprias costas. Precisamos que alguém nos ajude. Não por sermos inúteis ou débeis, mas por sermos humanos [“e precisarmos de Amor, assim como todos precisam”].
X
Certas atitudes invariavelmente residem em nossas mãos e tesouras. E a cada dia, se aprende um corte novo. A estética e as revistas de cabeleireiro estão sempre se atualizando. Então, dizer que “não consegue fazer determinado corte” é assumir que simplesmente não quis ler o último exemplar da revista. E todos nós lemos, embora, às vezes, não nos lembremos claramente de todos os cortes. Nessa hora, o instinto dos antigos barbeiros de Sevilha, que reside em cada um de nós [sejamos de ascendência italiana ou portuguesa], fala mais alto. É como a mãe que, mesmo tendo seu primeiro filho, sabe que deve amamentá-lo. O instinto está em todos nós.
X
Eu admiro mulheres que saibam cortar cabelos alheios. Mas admiro muito mais aquelas que sabem deixar que lhes cortem as madeixas.
X
X
Texto para minha “amiga grande”.
X
X
Sigur Ros: "Vidrar Vel Til Löftarasa"

5 comentários:

Nanah* disse...

Nossa, nunca cortei meu próprio cabelo! Quase certeza de que eu vá estragar!
O Monet tinha catarata???
Saudadess!
Bjusss

Amanda Bia disse...

que complexo! a Raquel conseguiu cortar o próprio cabelo! e fui eu quem ensinou! e ficou bom, hehehe!
eu só sei cortar o da minha mãe, mas já é alguma coisa!
saudades!
beijos!

Amanda Bia disse...

que complexo! a Raquel conseguiu cortar o próprio cabelo! e fui eu quem ensinou! e ficou bom, hehehe!
eu só sei cortar o da minha mãe, mas já é alguma coisa!
saudades!
beijos!

Nanah* disse...

A banda era This mortal coil. É a do chuveiro???
Te mandei um scrap falando do bilhete unico! depois me avisa!
Bjus

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.