terça-feira, 22 de setembro de 2009

TRINDADE E COLA ANAL

religião
ligare: para ligar, para amarrar
religiare: ligar rápido, acelerar
monoteísmo: a crença em um Deus, o que significa que atualmente a crença no Deus da NOSSA PRÓPRIA tribo, em oposição ao deus do OUTRO.

Atualmente, a fé do "monoteísmo" se refere a um manipulador aperto de mão (cumplicidade) do governo com os seus clérigos. Esta é uma forma de paganismo malevolente, no qual a apenas O Deus é o Deus da tribo, e todos os outros deuses são os deuses dos INFIÉIS.


Monoteísmo é usado pelos governantes ateus (praticamente todos os governantes são ateus, uma vez que praticamente todos acreditam que eles próprios são deuses, ou não acreditam em Deus), a fim de obter um poder sobre as pessoas que acreditam em um deus particular. Desta maneira, seguir a seu governante é facilmente mal-interpretado como a obediência a seu deus. Um bom exemplo pode ser encontrado na Turquia que se promove para a União Européia como um Estado secular, mas que é solidamente muçulmano, e pune todos os crentes como "inimigos da identidade turca". Qualquer armênio, qualquer grego, qualquer assírio, qualquer turco que publique material considerado "um insulto à identidade turca", pode lhe dizer isto em sua cela na prisão. Onde estão os templos de culto da Ortodoxia Oriental? Lembro-me de uma imagem de Duane Reade na caixa de um quebra cabeças, intitulada "The Saint Hagia Sofia Mesquita," uma fascinante propaganda, sem dúvida engolida inteira por muitos de americanos, como se não houvesse um adesivo de aviso que não dissesse, "Por favor, não coma as peças do quebra-cabeças. "

Punição de um infiel, um descrente, por exemplo, uma mulher ou homossexual, que, por definição, são "infiéis de nascença", é recompensada no céu com vinte virgens em algumas religiões. Uma recompensa muito nobre para punir negligenciadores da Fé.

Boa cidadania, ou mesmo o martírio, no entanto, em livros mais antigos da aprendizagem, livros muito mais velhos do que as do judaísmo, o cristianismo ou o islamismo, por exemplo, são considerados simples atos de justiça, e em casos extremos, o heroísmo. E esta ação é recompensada somente pelo conhecimento do protagonista de que sua alma não tenha sido dividida em seu corpo pelas tentações da hipocrisia, covardia ou ganância.

Nas grandes religiões pagãs que antecederam o Monoteísmo, mesmo que estes últimos existissem originalmente, o herói fez o que era comandado por seu espírito, a fim de morrer uma morte honrosa. Ele não acreditava em vida após a morte. Ele não esperava nenhuma recompensa por suas ações que não fosse a paz de espírito. Assim, o que são referidos como mártires por religiões que persuadem seus irmãos para fazer as coisas com falsas promessas de bem-aventurança celestial, não são mais do que os instrumentos não esclarecidos de supostos monoteístas, que muitas vezes são tiranos e ditadores.

Em um nível um pedestre pode citar as manipulações de Jim Jones, em uma escala maior, George Bush e suas torturas-interrogatórios dos infiéis de interesse, Shimon Peres, um dos grandes negadores do genocídios de quaisquer outros grupos étnicos que não fossem o seu próprio; Ariel Sharon, o assassino em massa de palestinos e muçulmanos libaneses, entre outros; ou Osama Bin Laden, um dos artistas de maior desempenho da mesma idade, que, na suite presidencial do Hyatt Regency, em pleno deserto - com sacos de areia - que foram, sem dúvida, transportado em meio a porões do hotel a um grande custo - enalteceu inspiradores atos de incalculável heroísmo. Indizível e invisível, exceto por câmera de vídeo.

(NYU Film School tem inspirado muito artista, apesar de nossa grande cidade não tem sido generosa com a irmã pobre de OBL, cuja carreira rock 'n roll foi praticamente devastada pelo irmão, bem como seu rosto, por algum saudita odiador de heréticos, em nome da cirurgia plástica.)

Isso tudo nos leva a cola-anal, húmus-Americano, que se afirma ter sido criado no Irã. O "Hum" foi usado apenas este mês pelas milícias iraquianas para colar o ânus de "bichas infiéis" antes de forçá-los a beber laxantes: o resultado foi afogamento ou uma explosão do trato gastrointestinal. A alegria com que o as notícias via telefone foram então passadas ao redor deve ter feito realmente uma boa impressão em Alá.

Eu acho que Ele deveria estar assistindo.

Afinal, Ele deve ter assistido, se é isso que acontece com os infiéis. Trata-se de sua culpa ou a culpa daqueles que, tendo lido apenas um livro, o leram de forma incorreta, ou é o livro que foi escrito incorretamente? É possível imaginar as intenções de um homem que leu um livro? E somente um livro? Ele pode ser considerado um homem em circunstâncias tão ignóbeis?

É possível imaginar as intenções de um homem que tem somente leitura do Antigo e/ou Novo Testamento? E cuja religião, como o extremamente ortodoxo judaísmo, retoca mulheres de todas as fotografias e as relega a cidadãs de segunda classe por causa "do livro?"

Não realmente. Estes são os que os Varvaroi¹ e os antigos gregos se advertiram a respeito, com grande desdém e sem medo algum. Estes homens pode justificar qualquer ação que cometem, assim como as crianças.

Por que a humilhação sexual, usada para torturar e interrogar todos os infiéis, é uma prática que continua hoje tão popular como tem sido há séculos? Não só o assassinato, mas o estupro do inimigo é obrigatória. Essa prática é o plantio da semente na bunda ou na vagina da infiel? É o estupro do Deus do inimigo? Isto soa próximo.

Dê-me um homem que tenha lido 400 livros e lhe pergunta se ELE iria fechar com cola o ânus dos "infiéis"? Aquele homem ri pelo uso desta palavra e diz: "Você se refere àquele cara no final do bar que bebe Guinness? Ele está certo - apenas apostas em um time de futebol que são uma porcaria ".

Um homem que tenha lido um livro é a própria ferramenta de um deus selvagem. Ele não é sequer um animal, porque animais matam para comer, não para torturar. Um homem que lidera um governo deve ter sido educado em algum momento de sua vida, a fim de ter atingido esta posição. Mesmo que ele seja um idiota, ele deve ter lido mais livros do que muitos de seus súditos. Desta maneira o fato de que nenhum presidente ou monarca ou líder de qualquer país ter falado contra a tortura e execução dos homossexuais, uma tortura que foi tão impudicamente encoberta no Iraque, me faz ter certeza de uma coisa: o monoteísmo pode ser exposto totalmente desnudo como um paganismo malevolente.

UM DEUS para o crente,

e para o incrédulo,

INFERNO NA TERRA É MUITO BOM.

Graças a P.D, R.M, Z.G. e I.D


------------------------------------------------------------------------------------------------- ¹ Myrtia (ou Varvarie, ou Varvaroi) é uma aldeia cretense tradicional, a uma distância de cerca de 15 km ao sul de Heraklion.

(Resposta à tortura e assassinato de homossexuais no Iraque)
GALÁS, Diamanda
26 de abril de 2009, em Nova York.


-------------------------------------------------------------------------------------------------

Diamanda Galás by Austin Young

Tomei emprestadas as palavras desta que admiro, cada vez mais, não somente como musicista, mas também como pensadora e mulher, sendo mulher sinônimo de força, atitude e coragem.

Diamanda Galás: "The Iron Lady"

3 comentários:

Dayane disse...

Ja te disse que te acho um ateu meio farofa,nao disse?Rs.Nao li o post td,mas fl sobre monotísmo,mas creio que seja só uma analogia,não o monoteísmo em si.
Muito obrigada pelos comentários no blog.Tenho passado momentos delicados,e o apoio dos amigos está sendo muito bom ^^.Seus conselhos são sempre ótimos.Objetivos,vão direto ao ponto.Obrigada ^^!
Dayane.

Jaya disse...

Sabe, eu não sei muito me posicionar em relação a religiosidades. Sou um tanto perdida. Fui lendo teu texto e me sentindo revoltada. E por mais hilário que possa parecer, eu repeti as palavras "Meu Deus!", durante algumas vezes.

Uma coisa que eu achei interessantíssima [além das demais], foi o fato de você chamar a atenção na diferença entre quem leu apenas UM livro, e aquele que leu seus quatrocentos. Quando a pessoa se foca apenas em um único sentido, não existe nenhum leque interpretativo. É aquilo e pronto. Daquele jeito. Vamos guerrear, foder o mundo, por isso. Do outro lado, tudo se abre. Por cabe um jeito coerente de se aplicar aquilo que se quer seguir.

Não sei... É por aí.

Achei triste. É revoltante isso que fizeram. E há quanto tempo foi assim, não? Quanto tempo é. Quanto tempo será.

Beijallan!

Marcos Leonidio disse...

Allan,

Seu engajamento pró-liberdade, pró-oportunidades, pró-reflexão, pró-democracia cultural, pró-perspesctivas humanistas, pró-verdade crua (doa a quem doer), o fazem especial, o fazem guerreiro passifista contemporâneo. Continue eloqüente, voraz, criativo e contestador, você tem argumentos para isso! Abs.