terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Supremacia do Gueto.

"Guernica" - Pablo Picasso.
[Jaco Pastorius Big Band: "River People"]

É característico do ser humano aproximar-se de seus "pares", certo? Caso seus "ímpares" lhe causem mal, é absolutamente natural demonstrar-lhes repúdio, correto? Esta regra se aplica ao macro e ao microcosmo de nossas vidas sociais, não é? Mas o mundo é redondo, e se, ao nos distanciarmos de algo, ultrapassarmos o meridiano de Greenwich, a linha do Equador ou qualquer outra linha que corresponda a 180°, estaremos, na verdade, nos aproximando. Que triste saber disso.

[Jaco Pastorius Big Band: "Sirabhorn"]

Pois bem, nobres. Eu sempre fui a favor da união dos fracos contra a opressão dos fortes. E ainda o sou. Mas a amargura da idade adulta nos vai ensinando certas lições desagradáveis, porém necessárias.

[Jaco Pastorius Big Band: "Beaver Patrol"]

Ei, você. É, você aí que ia tomar um café porque o texto começou a parecer fascista & totalitário demais. Você sabia que, nos EUA, as crianças lêem "A Revolução dos Bichos", de George Orwell, todos os anos, a partir da 5ª série? Você por acaso sabe a razão disso? É para desencorajar atos de rebelião; para enfraquecer a idéia de resistência nestes jovens. Afinal, de qualquer forma, no final, não será mais possível diferenciar quem é homem e quem é porco, não é?

[John Patitucci: "Brazilian - Samba/Bailao"]


É intrigante ver como as extremas oposições se aproximam. Quando penso na extrema direita (Franco, Hitler, Mussolini, Salazar, Pinochet, Vargas) e os confronto com os ditos esquerdistas (Castro, Chávez, Lenin, Minn, Stalin, Tung) - olho para os resultados na população de suas respectivas nações. Qual a grande diferença.? A violência (física ou moral) não é o ponto chave aqui presente? Pois parece não haver, então, diferença ente porcos de esquerda e homens de direita, não é? Sim, mas isso é no âmbito do macro-universo.

[Marcus Miller: "Teen Town"]

Atenhamo-nos à realidade do micro-universo, ao alcançe de nossas mãos - e talvez, isso facilite a compreensão de minhas revolt.. errr... digo... politicamente conscientes palavras.

[Jaco Pastorius Big Band: "Las Olas"]


Ao sermos agredidos, nossa primeira reação é a auto preservação, vulgarmente conhecida como vingança, revanche, lei do tríplice retorno ou algum outro nome que minha estupid... err... digo... humildade literária me impede de recordar. Quando essa agressão é social em virtude de nossa origem, e se refere aos nossos brios & moral, provar que somos capazes quando o mundo nos julga incapaz é mais que um dever - é uma missão sagrada. E quando encontramos outros alienad... err... digo... indivíduos de origem semelhantemente humilde, unimo-nos por uma causa, e nossa missão ganha contornos de Cruzada contra o Satânico Sistema Capitalista.

[Jaco Pastorius: "Continuum"]


[Adendo: descobri semana passada que esse tal "sistema" é muito malvado e quer nos dominar. A parte chata é que ele quer nos dominar com coisas que eu gosto tanto...]
[John Patitucci: "Peace and Quiet Time"]
Oh, o Sistema. Como ele é grande. Como ele é forte. Como ele é mau!!! Haverá alguma maneira de vencê-lo? Oh, e agora, quem poderá nos defender desse sistema malfeitor?

[Charles Mingus: "Memories of You"]

EU!!!
Sim, é o Polegar Vermelho.
..

Companheiros, não "priemos cânico", eu sei como defendê-los deste sistema maligno. Eu tenho a solução. [E tenho também camisetas exclusivas do Che Guevara por apenas R$ 18,00. Últimas peças.] Companheiros & companheiras, o gueto é forte como o sistema. Só precisamos usar nossas armas [marreta biônica do Polegar Vermelho por R$ 120,00. Original, na promoção]. Sigam-me, eu sei o caminho.


[Victor Wooten: "Sifu"]

Nessa brincadeira, é engraçado ver como o Polegar Vermelho usa a revolta de seus títer... err... digo... companheiros a favor de uma causa teoricamente em comum.

[Charles Mingus: "Sere
de In Blue"]

Companheiros e companheiras! Unam-se a nossa causa com mais força [e mais camisetas do Che Guevara - agora a R$ 20,00 - reflexos da crise no Satânico Sistema ]. Nosso poder aumenta a cada dia. Em breve, estaremos prontos para derrubar os porcos [ou seriam "homens"?] capitalistas da elite burguesa. [Derrube a elite burguesa com estilo: Boinas vermelhas por somente R$ 15,00!!! Preço de fábrica (Made In Taiwan)] O Gueto é a oposição ao sistema. Sigam-me, eu sou o caminho.

[Jaco Pastorius: "Jaco Reggae"]

Pois é, todos, da direita e da esquerda, são iguais, mas creio que alguns sejam mais iguais que os outros...

Alemanha sobre todos! Sieg Heil!!! [ops, grito errado] Companheiros e companheiras! A hora chegou! É o momento de tomarmos em punho nossas foices & martelos, destruir tudo o que há de sujo, grotesco, capitalista, elitista, globalizado, americanizado e violento, neste mundo cheio de shoppings, megacorporações, fast food, internet, laptops, orlut, MSN, tênis Nike, grifes... ai... boinas vermelhas super estilosas, camisetas lindas do Che Guevara sendo vendidas pela Diesel... ai... governos corruptos, com todo esse dinheiro que nós não queremos... [...] ... não, nós não queremos!!! Vão lá, compaheiros, destruam tudo e depois me contem como foi... [o gueto é parte do sistema, mas isso eles não podem saber...]

No momento em que a parcela vermelha do gueto se diferencia do resto para ser "mais gueto," ela se aproxima daquilo que mais afirma odiar. De fato, os "companheiros e companheiras" foram à luta. Foram destruir o Sistema Satânico. Alguns pereceram em campo de batalha. Mas quando voltaram ao gueto, estranhamente, viram a esquerda e a direita jogando pôquer [ou seria truco, mais "do gueto"? Não me recordo...] - e não conseguiram diferenciar quem era homem e quem era porco...





















"Lenin" - Diego Rivera.

"Aquele que luta com monstros deve acautelar-se

Para um monstro também não vir a se tornar.
Pois se olhares profundamente dentro do abismo
O abismo olhará profundamente dentro de ti"

Para Além do Bem e do Mal
NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm.



Marcus Miller: "Juju"

5 comentários:

Natália disse...

F***!

E como vc é irônico!

Sim, todo mundo é igual, mas alguns são mais iguais do que os outros... Acho essa frase ótima...

Ah... desculpa, não entendi o semi-cadáver, rs... Who???


Bjoo!

Marcos Leonidio disse...

Meu caro, seus textos são acima de tudo, inteligentes, intrigantes. Cutucam nosso bom senso e afligem nossa existência, para assim refletirmos de uma forma mais densa. Parabéns, sou fã da sua escrita nebulosa, ao mesmo tempo cristalina, caótica e ao mesmo tempo estruturada. Forte Abraço

l u a * disse...

um mar de palavra, pra quem saber fazer do muit um troço só.
um vai-vem de vertigem.

Dayane disse...

Uma das poucas coisas inteligentes que Nietzsche falou!
Entendi bem o que vc quis dizer.Antes eu defendia bem mais a esquerda com todos esses dieais fantasiosos e tudo.Hoje já não tenho mais uma postura política sólida exatamente por perceber que quanto mais lutamos contra algo,mais proximo desse algo nos tornamos.

Jaya disse...

Pancada, Allan. Ultimamente, tudo que leio, nesse sentido, trava em mim na idéia: o mundo sendo foda. Sempre foi-é-será.

E depois, o que?

Teu texto me deixou zonza. E eu gosto, assim.

Besos.